18.5.11

 
Novas oportunidades

Pelo menos a campanha eleitoral serve para se lembrar a importância de avaliar programas públicos. E como o memorando indica (exige?) a avaliação dos programas na área da educação, talvez as coisas mudem mesmo dentro de alguns meses.

Em todo o caso, parece óbvio que o ónus da prova permanece com o governo e é legítimo suspeitar que as NO são um falhanço, sobretudo na vertente qualificação, dados os inúmeros relatos muito pouco abonatórios sobre o funcionamento do programa.

PS - Em relação à natureza da análise das NO conduzida por Roberto Carneiro, será suficiente ler o relato das declarações do próprio aquando da apresentação do seu relatório: "O nosso objectivo não é avaliar o rigor e a qualidade da INO. Avaliámos foi a percepção das pessoas sobre a INO".

Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?