22.5.08

 
Avaliacao do "Novas Oportunidades" (II)

O Governo divulgou no mes passado mais detalhes sobre a avaliacao do Programa Novas Oportunidades a cargo de Roberto Carneiro (link aqui), no seguimento do anuncio feito em Janeiro (ver aqui texto neste blogue - "Novas oportunidades, velhos problemas").

Segundo Roberto Carneiro, a avaliacao ira' durar tres anos e meio e tera' dois eixos: "O primeiro eixo de avaliação sistémica está orientado para a produção, tratamento e análise de indicadores de cumprimento dos objectivos estratégicos do Programa Novas Oportunidades e do funcionamento dos Centros Novas Oportunidades [...]. O segundo eixo compreende a monitorização e auto-avaliação de toda a rede de implementação do Programa, equipada no sentido de fornecer informação detalhada sobre o desempenho e grau de maturidade organizacional dos Centros Novas Oportunidades e de todo o sistema."

Ao longo do texto sobre esta avaliacao nao e' referida qualquer analise quantitativa do Programa. Perguntas como "Em que medida o PNO melhorou os salarios dos participantes?" ou "Em que medida o PNO reduziu a taxa de desemprego dos participantes?" parecem condenadas a nao ter resposta ou, pelo menos, a nao ter resposta numerica. Em contrapartida, irao ser desenvolvidos "estudos de imagens do PNO em órgãos de comunicação social de referência" - cuja utilidade - para alem do marketing politico - nao se compreende.

Por outro lado, a duracao particularmente longa da avaliacao levanta interrogacoes sobre o potencial dos resultados chegarem a tempo util para permitir eventuais correccoes. Provavelmente havera relatorios preliminares que poderao ser uteis a este respeito - em todo o caso, fica a duvida se a avaliacao sera pouco mais que um exercicio academico (por muito legitimo que seja), sem efeitos em termos de evitar erros e desperdicios de recursos publicos e privados.

Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?