16.3.09

 
Incentivos e resultados

O meu trabalho sobre os efeitos das reformas recentes na educacao em Portugal tambem esta' desde hoje disponivel como working paper do Centro de Estudos de Gestão do Instituto Superior Tecnico (CEG-IST).

Entretanto, o Diario de Noticias de hoje tambem refere o estudo, no seguimento de comentarios aqui e aqui. O artigo do DN e' interessante, embora a versao online nao mencione o aspecto fundamental da analise: a comparacao relativa e ao longo do tempo entre as escolas publicas no continente, por um lado, e as escolas privadas e as escolas publicas nas regioes autonomas, por outro. E' atraves destas duas comparacoes - com resultados semelhantes - que se estima o efeito das reformas educativas, atraves de um metodo estatistico chamado "diferenca-em-diferencas".



Por outro lado, ao contrario do que e' dito no artigo do DN, os efeitos de reducao dos resultados dos exames nas escolas publicas do continente verificam-se tanto no ano lectivo 2006/07 como no ano lectivo 2007/08, sobretudo na comparacao entre escolas publicas e escolas privadas. Alem disso, o aumento dos efeitos negativos de 2007 para 2008 pode explicar-se pelos "efeitos cumulativos" referidos no artigo: o facto de os alunos examinados em 2008 terem estado expostos 'as novas reformas durante a um periodo mais alargado (2007 e 2008, e nao somente 2007, como foi o caso da coorte anterior).

Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?